quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Educação...ou falta dela

Ontem fui para a praia com os meu pais. Calorzinho, muito sol, um bom dia de Verão para se desfrutar na praia. Mas, por vezes não é assim e acontece algo que nos estraga os banhos de Sol.
Estava eu e a minha mãe bem deitadinhas na toalha (o meu pai tinha ido à água), quando um "grupo de crianças" (com idades entre os 16/18 anos) se lembra de começar a jogar mesmo no meio das pessoas que estão calma e descontraidamente a gozar um dia de praia. Cheguei a comentar "isto vai acabar mal, ainda vão acertar em alguém!!!" e, não é que acertaram! Em cheio no nariz da minha mãe. Esta levantou-se e começou a "mandar vir" com as "crianças" e estes, com grande descaramento, começaram a rir feitos parvos. Houve um que pediu desculpa e a minha disse: "as desculpas não se pedem, evitam-se", mas eles continuaram a rir.
Mesmo atrás de nós está uma "espécie" de posto de nadadores salvadores, onde estavam dois, ao que um, ouvindo tamanha  barulheira, aproximou-se e perguntou se estava tudo bem. Claro que não estava tudo bem, ele viu miúdos a jogar mesmo no meio das pessoas e não lhes disse nada? Nesta praia existem sítios específicos para o fazer. Foi precisamente isto que a minha mãe lhe disse já meio descontrolada e tonta (devido à bolada). O nadador, como se não fosse nada, virou-lhe as costas. O que é isto? A suposta autoridade no areal comporta-se desta maneira? Sim, infelizmente,comporta-se.
Posso dizer que não ficou por aqui: o meu pai apercebeu-se e juntou-se ao barulho; apareceram mais nadadores salvadores (3 ao todo); as "crianças" continuaram a rir; os nadadores falaram com eles; e, depois finalmente acabou.

Moral da história: os jovens (pareço eu que já sou uma velha) cada vez estão mais mal educados e não medem as consequências das suas acções.Com a agravante de não serem responsabilizados pelas mesmas. Os nadadores salvadores, pessoas supostamente formadas para as funções que exercem, são tão mal educados como estes miúdos que por aí andam. E, para mim, apenas servem para colocar/retirar as bandeiras da praia, para apitarem a quem julga nadar como o Michael Phelps e, o melhor de tudo, desfrutarem de grandes dias de praia e ficarem com bronzes invejáveis.

Mas, eu acredito que como em tudo o resto, há o bom e o mau. Ainda restam por aí jovens educados e deve existir algures um (ou mais) nadador salvador  competente. Eu, pelo menos, quero acreditar que sim.

P.S. A minha mãe ficou com o nariz inchado e bem vermelho. Agora chamo-lhe Batatoon ;)

2 comentários:

  1. Isso também já me aconteceu na praia. É incrivel a falta de educação dos jovens hoje em dia. E os culpados, maioritariamente são os pais, que não os educam como deve ser. Varias vezes me pergunto o que será desta sociedade no futuro com pessoas assim=(


    PS: Gosto bastante do teu blog. :D

    ResponderEliminar
  2. Também me pergunto o mesmo. Se o país já está como está, com pessoas assim nem quero pensar onde poderá chegar.

    Já agora ainda bem que gostas do blog. É sempre bom saber que há quem goste do que escrevemos ;)

    ResponderEliminar