quinta-feira, 18 de agosto de 2011

A entrevista

Hoje lá fui eu à entrevista na Sociedade Y, que afinal existe e não é nenhuma brincadeira (para a Tulipa Azul).
Na hora marcada lá estava eu, ansiosa, à espera do que poderia sair dali. Já fui a algumas entrevista para escritórios/ sociedades de advogados e, o que eles querem é estagiários de borla, sempre com a desculpa de que não dá para remunerar, inventando mil e uma desculpas para não o fazerem. Mas, esta sociedade não é assim. Remuneram os estagiários, diferenciando entre os que estão na 1ª fase e os que estão na 2ª fase ( para quem não sabe o estágio dos advogados divide-se em 2 fases - uma primeira onde se assistem a aulas ministradas por formadores da ordem dos advogados que culmina na aprovação de exames finais da fase (famosos pelo copianço à dias falado na TV) e uma segunda onde com o patrono se assiste a julgamento e se fazem umas peças processuais (somando tudo terão de ser 15) que também culmina num exame final e numa oral para finalmente se fazer a tão esperada agregação à ordem.

Voltando à entrevista, lá expliquei o meu percurso académico e profissional. Quem me fez a entrevista foi um dos sócios da sociedade que, resumidamente, me explicou o que é que a sociedade faz, o que pretendem de um estagiário, o porque do recrutamento, etc. Resumidamente, passou-se o que normalmente se passa numa entrevista e lá veio a "famosa" frase cliché. "ainda estamos em fase de recrutamento, pois ainda temos entrevistas por fazer. Lá para o final de Setembro entraremos em contacto, isto caso fique ou não. Nós contactamos sempre". Isto com a agravante de me ter dito que por vezes o processo de recrutamento pode demorar mais tempo e pode passar o mês de Setembro.
Para ser sincera agradou-me o que daqueles 15m consegui apreender da sociedade e gostaria de ficar a trabalhar ali. Mas, não é a primeira vez, nem será a última)que tal me aconteceu. Até já perdi a conta das vezes que fiquei bastante entusiasmada nas entrevistas e pensei é desta... mas não foi.
Vou ficar a aguardar... se entretanto não aparecer mais nada, ou até ser chamada para uma nova entrevista. Uma coisa é certa, CV's continuo a mandar.

6 comentários:

  1. Olá!
    Venho desejar boa sorte :)
    Pode ser que seja mesmo desta!!

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde,
    Tenho andado a espreitar o teu blog, acho muito interessante a maneira como expões a realidade de muitos licenciados neste país ao expôres o teu dia-a-dia. Infelizmente a vida não é tão cor-de-rosa como pensávamos que fosse na altura em que víamos os filmes da Diney sem qualquer preocupação.
    Enfim, resta-me desejar-te boa sorte ;)
    Kissy kissy

    ResponderEliminar
  3. comigo também tem sido assim: entrevistas prometedoras que depois não dão em nada...
    sem falar dos famigerados "estágios curriculares", que a meu ver, são quase trabalho escravo...
    eu moro numa cidade pequena, não me posso dar ao luxo de estar a fazer estágio sem receber e ainda ter de pagar transportes...
    sou só eu ou esta coisa de pagar para trabalhar é estranha? LOL!
    enfim, faço figas por ti, espero que seja desta!

    ResponderEliminar
  4. Obrigada.
    Sabes, já estagiei e não recebia nada, cheguei a fazer deslocações por minha conta, ou seja, os meus pais pagavam. Actualmente também não me posso dar ao luxo de trabalhar sem receber. Trabalhar para trabalhar não é para mim e, a meu ver, nem para ninguém.

    ResponderEliminar