sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Anúncio de emprego


Pretende-se estagiário(a) para Departamento Jurídico em Lisboa.

Pretende-se:
Licenciado(a) em Direito
Disponibilidade Imediata

Oferece-se:
Subsídio de Alimentação de 5,69€
Possibilidade de Part-Time ou Full-Time


Este é um anúncio que acabei de receber no meu e-mail, através do site net-empregos. Podem confirmar aqui. E o ordenado? Será que se esqueceram? Só dão euros para comer? Isto está bonito, está. Trabalhar de borla é que está a dar. Dão-nos a papinha para termos força para trabalhar e mais nada. 

Não sei onde isto vai parar, mas a contar com o que vou vendo, não deve ir parar a lado nenhum. E se chegar a algum lado, não há-de ser nada bom.

Programa do Governo para combater o desemprego #2

Segundo o Ministro da Economia, a incentivo aos desempregado vai funcionar da seguinte maneira:

- Será criado um subsídio no valor de um Indexante dos Apoios Sociais (419,22 euros) a atribuir a empresas que contratem desempregados há mais de seis meses;

- Este subsídio pode durar 6 meses, bem como o período mínimo de contrato;

- O valor pode ser majorado (vamos ver quanto), nomeadamente quando a empresa contratar desempregados sem termo ou se recrutar desempregados há mais de 12 meses;

- O valor do salário vai depender da empresa e daquilo que vier a ser acordado com o trabalhador. A empresa será responsável pela diferença entre o valor do apoio e a remuneração (considerando que o ordenado mínimo é de €485);

- A empresa tem de garantir formação ao trabalhador, tem de ter a situação regularizada perante o Fisco e a Segurança Social. É possível que venha a ser limitado o número de ofertas apoiadas por empresa;

- Quanto ao processo de recrutamento, as empresas devem inscrever a oferta de trabalho nos centros de emprego e sinalizar a vontade de ter direito ao apoio. Cabendo, depois, ao centro indicar quais os desempregados que preenchem as características da vaga, havendo depois um processo de "ajustamento" (vá-se lá entender o que o Ministro da economia quer dizer com isto). Quem escolhe o candidato é sempre a empresa;

- As obrigações de aceitação são as que funcionam para qualquer desempregado, não havendo alterações neste âmbito;

- Caso o desempregado aceite o emprego, o subsídio é suspenso e pode retomá-lo no final, caso venha a ser afastado da empresa. Actualmente, o subsídio é suspenso em caso de actividade profissional com duração inferior a três anos.

Parece simples, vamos ver se, efectivamente, vai funcionar. Pois, na prática nem sempre as coisa são tão fáceis.

Mais sobre a Madeira

Afinal a dívida da Madeira não é de 5 mil milhões de euros, mas de 6.236 mil milhões, ou seja, 123% do PIB de 2009 da região. Onde é que isto vai parar? Até tenho medo de imaginar.

O Ministro das Finanças diz que ajustamento na Madeira vai prolongar-se para além de 2012. Pelo menos, garantiu que não vai aumentar os impostos, este ano. A solução será então cortar na despesa. Segundo o que o Ministro disse, vai ser vendido património e vão buscar dinheiro ao fundo de pensões da banca.
Eu quero acreditar que os impostos não vão aumentar, mas cheira-me a que, mais uma vez, nós é que vamos pagar. Ainda por cima, este relatório veio divulgar que 70% do limite anual do défice já foi consumido no primeiro semestre. Ou seja, só temos mais 30% para consumir até ao final do ano.

Não sei onde vamos parar. Quero acreditar que todo este esforço vai compensar e que o país vai começar a crescer economicamente.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Associação Renovar a Mouraria

Para quem não sabe, esta associação visa reabilitar o bairro da Mouraria através da organização de várias iniciativas, nomeadamente culturais.
Vi, agora, numa notícia que pretendem reabilitar um prédio devoluto, para que as pessoas possam ir habitar para a Mouraria.

Só que ninguém quer ir habitar para a Mouraria. Pois enquanto o problema do tráfico e consumo de droga subsistir, ninguém vai querer construir o sua vida num bairro assim.
Nasci e cresci a paredes meias com o bairro, a rua onde vivia apesar de pertencer à freguesia da Graça, está em plena Mouraria. Lá fiz os meus amigos, lá fiz o ensino primário na velhinha Escola Primária da Mouraria, lá tive namorados, lá tive toda a minha vida até 2010. Vi aquele bairro degradar-se a olhos vistos. Os mais novos saíram, os mais velhos vão morrendo, os prédios vão ficando degradados. Os que não saíram, da minha geração, a grande maioria já esteve presa por tráfico ou consumo de droga. Foram meus colegas na escola.

O consumo de droga tornou-se um hábito em plena rua, à vista de todos os que passam. Já não ficam dentro de casa, dentro dos carros, etc. Onde não sejam vistos por velhos, crianças, veraneantes, turistas que por ali passam.
O tráfico é feito em plena luz do dia, à vista de todos sem qualquer pudor. Por vezes lá há uma operação policial e alguns são detidos mas, no dia a seguir, já estão de volta ao bairro. Passando pelos policias que os detiveram, rindo-se nas suas caras.

É esta a vida no bairro da Mouraria. E, agora vêm dizer-me que querem reabilitar um prédio mesmo no centro do tráfico e do consumo de droga!!! Quem vai para ali? Pois, eu respondo "ninguém". Quem lá vive quer de lá sair e quando pode sai mesmo.
A reabilitação do bairro passa  por erradicar o problema da droga, não passa por fazer festinhas pelas ruas do bairro, não passa por colocar fotos pelas paredes do bairro. Isso é pura ilusão e só denota que, quem está à frente desta associação não quer ver o verdadeiro problema do bairro. Parecem-me uns meninos bonitos que aparentam preocupação para com o bairro e para com as pessoas do bairro, mas que na realidade só querem "aparecer" e ter alguma projecção.

Tenho pena que assim o seja, fico mesmo muito triste. Foi o bairro onde cresci, mas do qual não tenho saudades devido àquilo que se tornou.

Se quiserem conhecer a associação podem ver aqui.


Outra vez os vizinhos

Tenho um vizinho qualquer (não faço ideia quem é) que se deve alimentar apenas a torradas. É um cheiro a torradas que já ando enjoada. Seja de tarde, seja de noite é um cheiro a torradas pela minha casa. E, eu que adorava uma torradinha de vez em quando, agora já nem velas.
Esta noite quando me deitei o meu quarto estava inundado por um cheiro de torradas, insuportável. Será que o senhor(a)  faz as torradas à janela? É que parece que as mesmas estavam a ser feitas no meu quarto!!!

Vá-se lá entender esta gente...

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Vizinhos

Tenho um vizinho de baixo que passa a vida a fumar à janela. Parece uma chaminé que deita fumo sem parar.
Acontece que, ele esta a borrifar-se para se está roupa estendida ou não. Como aqui em casa estendemos as toalhas do banho depois de as usarmos, hoje ficaram com um cheirinho a tabaco incrível e, claro, tive de as lavar. Era um cheiro insuportável.
Isto para não falar do cheiro que entra pela casa a dentro quando o senhor resolve fumar.

Isto vindo de um vizinho cuja irmã, uma vez que tínhamos chegado da praia e estendido os fatos de banho, veio reclamar porque estava a pingar na roupa. Ora os pingos não sujam e o fumo sim.

Acho que vou comprar uma daquelas bisnagas dos miúdos e quando ele estiver a fumar, puff!!! Leva com água.Depois que venha reclamar!!!


terça-feira, 27 de setembro de 2011

Política

Isto de ouvir a Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais é do melhor para adormecer.
Hoje é a Ministra da Justiça que está a ser ouvida. Dá para concluir que a Justiça, no nosso país, vai de mal a pior.

É o ter vendido estabelecimentos prisionais (como aconteceu com o de Lisboa) e não ter construído novos; são as rendas pagas para poder albergar alguns tribunais; é o buraco do Campus de Justiça; são as conversações com os guardas prisionais que não querem trabalhar tantas horas;é a falta de funcionários judiciais; é o pagamento em atraso aos advogados oficiosos (eu já perdi a conta ao que me devem);é a alteração ao Código Processo Penal; etc, etc, etc.

É tudo muito explicado, muito justificado, muito tudo e mais alguma coisa. Mas e o dinheiro que não há? Como se vão reestruturar as coisas sem dinheiro? Cá para mim ou a senhora Ministra é mágica, ou então está para ali simplesmente a falar e tudo vai ficar igual ao que está.

Vale a pena ouvir

Pearl Jam ao vivo no Madison Square Garden em 2010. 

Programa do Governo para combater o desemprego...ou não #1

O Governo lança um programa de 100 milhões de euros para combater o desemprego. E como funciona este programa?

Este programa visa dar "emprego" (dizem eles) a quem esteja desempregado há mais de 6 meses. E funciona da seguinte maneira: o Governo pede às empresas que empreguem estes desempregados, que vão fazer formação nessas mesmas empresas e em troca recebem a maravilhosa quantia de €420. Sim leram bem, €420, uma fortuna. O Ministro da Economia diz que este programa vai abranger cerca de 35 mil desempregados.

Agora trocando isto por miúdos. Não é emprego nenhum, é uma formação que é dada numa empresa em vez de ser dada no centro de emprego. Isto leva a que, das duas uma, ou não há formação nenhuma e o desempregado vai trabalhar a sério por €420, ou então ao fim do tempo da formação volta para casa e para o desemprego.
Como diz um ditado português, "Com papas e bolos se enganam os tolos". E, é isto que o Governo está a fazer.

Aos senhores do Governo, quem têm estas ideias maravilhosas, ou seja, que são uns maravilhosos idiotas, nós os desempregados queremos empregos a sérios e não formações que visam fazer diminuir o número de desempregados.
Eu quero ter um emprego a sério, onde possa demonstrar o que valho, onde possa ir mais longe e evoluir e onde seja remunerada de acordo com a função que desempenho. Não ando aqui para brincar ao empregos. Aliás, nem eu nem muito desempregado por esse pais fora.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Corrida #1



  No Sábado foi correr com o meu namorado (a quem chamo de treinador) para Monsanto. Já não corria à cerca de 2 meses.

É incrível como a corrida é um desporto bastante "puxado", pois faço ginásio durante a semana (todos os dias) e mesmo assim, pensando eu que estava em forma, custou-me um bocado. Posso dizer que ia morrendo, principalmente numa subida um pouco (muito) íngreme. Mesmo assim, aguentei-me a correr cerca de 6km. Nada mau para quem não corria há tanto tempo.
No fim senti-me bastante bem e, para ser sincera, já tinha saudades de correr. Agora não posso parar, para poder voltar a correr 10km e, quiçá, mais uns quantos. Gostava de fazer uma meia-maratona, já que só faço mini-maratonas.


Para quem nunca experimentou correr, aconselho vivamente, porque para além de ser um desporto bem completo, é bastante agradável poder desfrutar do ar livre, poder variar as "vistas" (percursos de corrida) e não ter que estar fechado num ginásio.
Afinal o meu pc não está avariado. O que avariou, foi mesmo o carregador. Do mal o menos, comprei um carregador universal que não foi tão caro assim e o problema está resolvido. Uff!!!

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Portátil

O meu pc está a dar o "berro", pois a bateria não carrrega. Sei que da bateria não é. Agora não sei se é do carregador, que por sinal é o segundo, ou da entrada do carregador no portátil.

Não estava à espera de ter de gastar dinheiro no arranjo do pc ou mesmo comprar um. Sei que agora são bem mais baratos, mas o meu tem 5 anos e custou (aos meus pais) cerca de mil euros. Não foi nada barato.
Mas, considerando a minha situação de desempregada, gastar dinheiro num pc não é uma prioridade. Não posso andar por aí a esbanjar dinheiro. Por outro lado, preciso de um pc em casa, pois como é que envio cv's, como é que recebo propostas de trabalho? Faz-me mesmo falta.

Tenho de ver quanto é que é o arranjo e se não compensar, tenho de pensar muito bem se compro um.

Só me faltava esta!!!

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Júlio Resende

A arte fica hoje mais pobre. Pessoalmente, não era o meu pintor favorito. Mesmo assim, gosto de uma das sua obras, a estação do metro do Jardim Zoológico. Acho que ficou muito gira.



Ofertas de emprego

Agora cada que vejo uma oferta de emprego, penso para mim mesma que estou a ficar velha. "Tenho 30 anos e já estou velha para trabalhar. ", penso eu.

Hoje recebi, através de um site de emprego um anúncio para um call center (Assistente para Apoio ao Cliente), onde um dos requisitos era ter até 26 anos de idade. Eu sei que eles querem pessoas que possam "moldar", mas não estarão a cair no exagero? Já vi anúncios que pedem pessoas até aos 35, até aos 30, até aos 29 e até aos 28 anos. Até aos 26 anos, para ser sincera não é a primeira vez que vejo, mas deve ser a segunda ou a terceira. Ainda hei-de ver a pedir pessoas até aos 20 e a querem uma experiência tal, que nessa idade é impossível. Sim, porque querem que tenhamos experiência em variadíssimas coisas, mas depois querem uma idade que não se adequa à experiência que pedem.

Não sei onde isto vai parar. Mas, ao 30 anos, tenho tanto para dar, tenho ainda tanta experiência para adquirir, tanto para aprender e, mesmo, um pouco para ensinar. Acontece que, não me querem deixar fazê-lo.
Para uns tenho experiência a mais, para outros tenho experiência a menos e, agora, para alguns já estou velha.

É este o nosso mundo, é este o nosso país!!!

Mais sobre a Madeira

Passo Coelho disse, ontem na entrevista da RTP1, não ir fazer campanha por Jardim à Madeira.
A meu ver deveria ir ais longe e retirar a confiança política ao Alberto João Jardim. E, a comprovar-se a culpa deste, deveria ser mesmo expulso do partido.

A resposta de Alberto João Jardim à decisão do Primeiro Ministro é de que "não aquece nem arrefece".  Realçando não precisar de  "qualquer confiança política de nenhum presidente do PSD nacional". Isto é resposta que se dê? Ainda por cima de alguém que tem responsabilidade política. Este senhor é presidente do Governo Regional da Madeira. Até um qualquer cidadão que fosse entrevistado na rua não daria uma resposta destas.
Este senhor é um mal educado e, a meu ver, não tem noção do cargo que ocupa. Pensando que como tem o cargo que tem, pode dizer o que lhe bem apetecer.

A boa notícia é de que, o Procurador Geral da República ordenou a abertura de um inquérito-crime sobre a ocultação de dívidas da Madeira. Espero que este não seja mais um inquérito para arquivar e que dê em alguma coisa. Principalmente, a responsabilização criminal do Presidente do Governo Regional da Madeira.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Madeira e as suas dívidas

Qual o meu espanto, hoje, quando vejo que foi descoberto um novo buraco nas contas públicas da Madeira. São mais 220 milhões de euros que o Tribunal de Contas está a investigar. A confirmar-se este valor, o desvio financeiro na região autónoma fica perto dos dois mil milhões de euros. Sim dois mil milhões de euros!!!
Ao que li, a nova dívida terá sido contrída pela Empresa de Electricidade da Madeira. O dinheiro, pelo que parece, foi desviado pelo governo de Alberto João Jardim para pagar despesas de funcionamento, incluindo salários e subsídios de férias dos cerca de 30 mil funcionários da administração pública regional.

O Ministro das Finanças já definiu esta situação como insustentável, pelo que vai levar o Governo a impor um grande e rigoroso programa de austuridade (mais impostos, corte no número de funcionários públicos e o fim do subsídio de insularidade).

E a responsabilidade penal do Presidente do Governo Regional da Madeira? Esta é uma situação bastante grave que, como tal, deve ser punida e de maneira exemplar.

O ano passado estive na Madeira e adorei a ilha. Está bastante desenvolvida, as estradas estão muito boas, não vi prédios a cair (como vemos em Lisboa), tudo está bastante arranjado. E, poucos meses após a calamidade que vimos na Madeira, estava muita coisa já recuperada e bastante limpa. Mas, é este o preço que tem de se pagar? Uma dívida enorme, um desvio colossal de dinheiros públicos? Se não há dinheiro suficiente, as coisas têm de ser feita com o que há!!!

Quem vai pagar este desvio? Mais uma vez o povo português!!! E o senhor Jardim, vai sair impune. Aliás como todos os políticos que no nosso país desviam dinheiro público. Fazem o que querem, roubam o que lhes apetece e não lhes acontece nada. Só se pode apelidar isto de VERGONHOSO.

Só espero, sinceramente, que no dia das eleições regionais, o povo madeirense castigue o senhor Jardim. Ele não merece nem mais um dia no poder.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Pearl Jam


A não perder.
Bilhetes aqui.

Carta de condução #1

Sim ainda não tenho a carta de condução!!!
Digam o que disserem, como vivo em Lisboa, enquanto andei a estudar, mesmo na faculdade nunca tive a necessidade de a tirar.
Mas, no último ano do curso comecei a tirar, depois chumbei no código e desisti. Depois voltei a tirar e desisti novamente.
Em, 2010, comecei a tirar novamente e tudo ia muito bem, mas mudei de casa e com tudo o que isso implica lá foi ficando para trás e depois saía cansada do trabalho e lá foi ficando. Até que, fiquei desempregada e, como tenho tempo de sobra, pedi  transferência para uma escola do mesmo grupo mesmo ao pé de casa. Tudo isto aconteceu em Maio. Lá comecei a ir religiosamente às aulas de código, mas a licença nunca vinha (considerando que foi só mudança de alvará da escola e alteração de morada). Já com as aulas praticamente todas (falta-me uma) foi perguntar quando vinha a minha licença (no final de Julho), já que sem esta não posso ter aulas de condução nem ir a exame de código. A solução foi pedir nova licença, porque o IMTT estava com problemas e não emitia nem licenças de condução, nem as cartas de condução e nem mesmo as renovações destas. Recordo que isto foi no final de Julho.

Hoje, finalmente, recebi a sms da escola a dizer que a minha licença já chegou. Que bom!!! Finalmente vou poder a carta e prometo que vai ser desta!!!

Aqui vai mais um perigo para a estrada ;)


Sites de emprego

Isto há com cada uma, que só visto. Há já algum tempo reparei que no site "empregos online", do qual recebo todos os dias a newsletter, tem uma secção chamada "Job760" onde apenas conseguimos visualizar parte do anúncio do emprego. Para podermos ver todo o anúncio temos de ter o que eles chamam de créditos, que podem ser carregados através de sms e que têm um custo de €0,60 + IVA. Créditos esses, que depois de carregados têm uma validade de 72 horas.

Alguém acha isto normal? Ou sou eu e o meu mau feitio?
Ora se eu ando à procura de emprego porque estou desempregada, faz sentido que eu ainda tenha de pagar para poder consultar o anúncio? A meu ver isto é um aproveitamento por parte destes senhores. Aproveitam-se do facto de existirem cada vez mais pessoas à procura de emprego para ganharem dinheiro com isso.

Eu acho um abuso e deviam ter vergonha!!!

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Há dias...

em que me sinto inútil;
em que me apetece enfiar num buraco bem fundo;
em que me apetece barafustar com tudo e com todos;
em que me apetece desaparecer para onde ninguém me consiga encontrar;
em que me apetece chorar até as lágrimas secarem;

Hoje é um desses dias.



Procura de emprego

Porque é que por muitos CV's que envie nunca ninguém me responde? Porque é que quando consigo ir a uma entrevista (e por vezes à segunda) dizem que ficam de dizer alguma coisa e nunca dizem?

Já li algures que é mais difícil um desempregado encontrar emprego, porque os empregadores preferem quem esteja no activo. Mas, eu tenho muito para dar , não fiquei lerda só por ter ficado desempregada!!! Qual é a deles? Para mim mais uma desculpa.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Limpezas

Hoje estive a limpar a minha casa. Como a minha mãe esteve de férias não me preocupava há algum tempo com as mesmas.
Hoje lá pus as mãos a mexer e toca de limpar, limpar e limpar, limpar...até mais não. Acontece que, tive a bela ideia de lavar as capas (de ganga) do sofá, que por sinal é enorme. Jurei para mim mesma que não o faço mais, pelo menos sozinha. Dá uma trabalheira tal, que estou de rastos. Doem-me as costas, as pernas, os braços. Estou mesmo cansada.

Se fosse daquelas dondocas cheias de dinheiro, tinha uma empregada que me limpava a casa do chão até ao tecto e eu andava a "laurear a pevide" sem problemas. Mas não, não sou rica, estou desempregada e cá em casa por norma sou eu que faço as limpezas porque a minha mãe diz que eu as faço melhor que ela. E agora, como estou em casa, passo a vida a limpar, já limpo o que está mais que limpo.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Transportes

Já há muito que não andava de autocarro e de eléctrico. Ontem, com o meu namorado, tivemos de andar de transportes. Nunca pensámos que fosse tão caro, os preços aumentaram e muito.
Apanhámos o eléctrico 28 e o preço da tarifa de bordo é de €2,85. Quando o senhor da carris me pede €5,70 por dois bilhetes até "engasguei". Tinha saído mais barato ir de táxi, tendo em conta o percurso que íamos fazer.
Depois, fomos de metro, onde eu paguei €1,55 (tarifa + cartão viva viagem) e o meu namorado €1,05. Para regressar a casa, tivemos de vir de autocarro, para tal carregamos os cartões viva viagem num quiosque, onde cada bilhete é €1,05.
Fazendo as contas, numa manhã, eu e o meu namorado gastámos em transporte €10,40.

Visto isto, dizem-nos que devemos andar de transportes, que poupamos mais dinheiro, que devemos deixar o carro em casa. Se tivéssemos levado o carro, considerando o preço do estacionamento na Baixa de Lisboa, não tínhamos pago tanto. Os transportes estão muito caros e nada acessíveis para quem tem mesmo a necessidade de andar neles. Ou temos os passe mensais, que também estão bastante mais caros, ou então a solução é mesmo andar de carro. Isto com a agravante que, com este calor, andar de transportes torna-se insuportável.


terça-feira, 6 de setembro de 2011