quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Ofertas de emprego

Agora cada que vejo uma oferta de emprego, penso para mim mesma que estou a ficar velha. "Tenho 30 anos e já estou velha para trabalhar. ", penso eu.

Hoje recebi, através de um site de emprego um anúncio para um call center (Assistente para Apoio ao Cliente), onde um dos requisitos era ter até 26 anos de idade. Eu sei que eles querem pessoas que possam "moldar", mas não estarão a cair no exagero? Já vi anúncios que pedem pessoas até aos 35, até aos 30, até aos 29 e até aos 28 anos. Até aos 26 anos, para ser sincera não é a primeira vez que vejo, mas deve ser a segunda ou a terceira. Ainda hei-de ver a pedir pessoas até aos 20 e a querem uma experiência tal, que nessa idade é impossível. Sim, porque querem que tenhamos experiência em variadíssimas coisas, mas depois querem uma idade que não se adequa à experiência que pedem.

Não sei onde isto vai parar. Mas, ao 30 anos, tenho tanto para dar, tenho ainda tanta experiência para adquirir, tanto para aprender e, mesmo, um pouco para ensinar. Acontece que, não me querem deixar fazê-lo.
Para uns tenho experiência a mais, para outros tenho experiência a menos e, agora, para alguns já estou velha.

É este o nosso mundo, é este o nosso país!!!

2 comentários:

  1. essa é boa, ainda não tinha visto, aos 30 ser velha para trabalhar, realmente é muito bom...

    ResponderEliminar
  2. não é só uma questão de querer moldá-los, é tb a questão salarial alguém com pouca experiencia não pode exigir muito.
    O que eles se esquecem ou fingem esquecer é que quem tem uma determinada idade e experiencia trás valor para a empresa. Não quero com isto dizer que alguém mais jovem ou sem experiencia não traga. Mas e falando de mim, no meu antigo trabalho ( tb estou desempregada) qd por lá comecei qd tinha que falar com alguém superior de outro departamento ficava nervosa, ao fim de algum tempo, perdi esse receio e não tinha problemas e posso dizer que com algumas pessoas não era muito fácil de lidar.
    O problema é que há mt gente desempregada, se houvesse pouco por onde escolher eles não faziam exigencias que muitas vezes são absurdas.
    DOu-te um exemplo no JN vi há cerca de um mês ( mais ou menos) a pedir para um part-time, mas diziam que só queriam estudantes ou pessoas com outro part-time, conclusão o anúncio continua a ser publicado, não devem de arranjar ninguém.

    ResponderEliminar