quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Neste dia...

Neste dia, em 1949, foi atribuído o primeiro prémio Nobel a um português, o médico Egas Moniz.

Acho que deve ser relembrado ;)

Sacrifícios... só para nós

Esta notícia que acabei de ler no I online deixou-me estupefacta. Ainda mais, deixou-me deveras irritada. Então temos de apertar o cinto, fazer um monte de sacrifícios e o Presidente da República leva uma comitiva de 23 pessoas à Cimeira Ibero-Americana que vai decorrer no Paraguai, na qual se incluem mordomo e médico pessoal.

Isto é estar a gozar com a cara dos portugueses, pois vindo de alguém que diz "Ninguém está imune aos sacrifícios", só pode ser gozo. Basta ver quando custa uma viagem ida e volta ao Paraguai. Parece que o Presidente está imune (e bem imune) a sacrifícios e que não tem vergonha na cara.

Para que é que o PR precisa de tanta gente? Para que quer ele um médico pessoal? Terá medo de morrer ou de ser contagiado com alguma doença (como nos filmes)? Para não falar do mordomo!!! Para que raio ele quer um mordomo? Para lhe levar o leitinho à cama ao deitar? Isto é sem dúvida uma abuso.

E assim vai o nosso país. Com exemplos destes, como podem pedir ao povo para apertar o cinto. De que nos vale pagar mais impostos, abdicar de parte do subsídio natal, etc? Parece que não vale nada. Pois nós cortamos nas despesas e estes senhores gastam. Ainda por cima não gastam o dinheiro deles, mas sim o dinheiro dos impostos pagos pelos contribuintes.

Que grande exemplo o do nosso PR :(




Rumo à Liberdade


Um filme que vale a pena ver. Retrata acontecimentos reais, de um grupo de prisioneiros, de diferentes nacionalidades, que foge de um Gulag na Sibéria e que passam por vários países, só para poderem alcançar a tão almejada liberdade.
Não é um filme maravilhoso, mas retrata bem a força de vontade do ser humano quando quer alcançar algo. Até onde se consegue ir e o que se consegue aguentar...