quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Saudades de ser criança

Tenho saudades de ser criança.

Ser criança é não ter quaisquer preocupações, a não ser com a escola, com os amigos, com os brinquedos que temos e que queremos vir a ter (tudo aquilo que nos preocupava aos 6 anos). Ser criança é ser sincera e dizer o que nos vem à cabeça. Ser criança é ser puro nos sentimentos, dizer "não gosto de ti", "és um parvo" e coisas assim. Ser criança é poder brincar a toda a hora (no meu caso por vezes até na aulas brincava), é ter amigos verdadeiros, que estão connosco porque gostam de estar connosco e não por interesse.
Ser criança é não saber o significado de palavras como "crise", "orçamento de Estado", "dívida", "juros", entre outras que nos entram casa dentro, seja pela TV, pela Internet ou através de jornais.

Na verdade, o futuro assusta-me um pouco.  Não sei bem o rumo do nosso país, mas não me parece que seja dos melhores. Não antevejo dias melhores e, muito menos, um ano melhor ou mesmo anos melhores. Se fosse criança, eram problemas que me passavam ao lado.

No meu caso, a minha procura de emprego tem-se mostrado infrutífera. Por muitos cv's que envie, ainda não obtive qualquer resposta. Já envio cv's para ofertas de emprego em que as qualificações são inferiores à minha e, mesmo assim, nada de nada. Até já pensei em ter um cv onde as minhas qualificações se ficam pelo 12º ano.

O meu fundo de desemprego acaba-se já em Maio, pois só tive direito a um ano. Não queria ficar sem emprego até lá. Mas, por este andar já não sei como vai ser.
Tenho 30 anos, ainda vivo em casa dos papás, namoro há 7 anos e não consigo organizar a minha vida. O grande problema é que, também não vejo grandes perspectivas no futuro que me aguarda.

Só me resta continuar a pensar positivo, continuar a procurar trabalho ou emprego (como lhe quiserem chamar). Sei que esperar sentada não me levará a lado nenhum. A busca continuará e espero que não seja por muito tempo.

A todos os que estão na mesma situação que eu, só posso desejar muita sorte e dizer-lhes para que tenham muita força.
Para aqueles que têm os seus trabalhos que façam tudo para não o perder e que se felicitem todos os dias por continuar a trabalhar.




terça-feira, 29 de novembro de 2011

Afinal...

Não é só cá que, quando se comete  um crime hediondo, os criminosos são considerados  inimputáveis.

O autor dos ataques de 22 de Julho na Noruega, não pode ser considerado culpado pelos mesmos, uma vez que foi considerado inimputável. Ou seja, não estava na posse das suas faculdades mentais no momento em que matou, a sangue frio, 77 pessoas. Segundo o que dizem os psiquiatras, Breivik estava num estado "psicótico" durante o massacre. Dizem ainda, que ele "vive no seu próprio universo delirante".

E pronto, está assim justificado o massacre de 77 pessoas. Pena que o seu estado "psicótico" não lhe tenha dado para se suicidar, mas para matar outras pessoas.
É curioso que, os que são considerados "malucos" nunca fazem mal a si mesmos. Isto devia ser tema para estudo. A mim causa-me uma certa perplexidade.

Para começar o dia


Não sei o que me deu, mas hoje só me apetece ouvir música assim....

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

A minha Mãe pediu

E eu lá cedi.

Há muito tempo que a minha mãe queria ir ver Xutos & Pontapés ao vivo. Quando celebraram os 30 anos de carreira com o mega concerto no Estádio do Restelo, eu fui com a meu namorado. Foi surpresa dele, uma vez que adoro Xutos. A minha mãe ficou ruída de inveja e mesmo chateada por não ter ido.

Agora, ouviu que eles vão dar um concerto dia 10 de Dezembro, no Campo Pequeno. Chateou-me tanto a cabeça que, só faltou colocar-se de joelhos a pedir para ir com ela. Farta de ouvir tanto "vá lá", "por favor", "eu quero tanto ir", lá lhe disse, pronto embora lá ver os Xutos.

E, pronto, os bilhetes estão comprados e dia 10 lá estarei eu com a minha mãe a saltar e a cantar ;)

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Sinto-me cansada

E se querem saber porquê, não faço a mínima ideia.

Deve ser pelo facto de estar farta de estar em casa, sem nada que fazer e sem nada para fazer. Trabalho ou emprego (como lhe quiserem chamar) é que nem vê-lo. Não vislumbro luz ao fundo do túnel. E aquela que por vezes vejo, é apenas um comboio na minha direcção.

Hoje sinto-me assim...


Maldita alergia

Que não te vais embora. Já não tenho nariz de tanto me assoar. Estou farta de acordar durante a noite a pensar que me estão a sufocar por estar tão entupida. Estou farta de tanto espirrar.

Que irritação :( 

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

A Minha Boa Acção

A Junta de Freguesia de Benfica está a proceder a uma Campanha de Recolha de Alimentos para Cabazes de Natal, que posteriormente serão entregues a famílias carenciadas. Campanha esta que decorre nos meses de Novembro e Dezembro.

 

Hoje, na minha ida ao supermercado, deparei-me com umas senhoras muito simpáticas a distribuírem sacos brancos para a tal campanha da Junta de Freguesia. Eu lá recebi o saco e entrei para fazer as minhas compras. Mas, logo comecei a pensar: "estou desempregada, mas tenho dinheiro para comer e, infelizmente, já há muita gente a passar fome". E, pensei cá com os meus botões: "não é por gastar mais uns poucos euros que vou ficar mais pobre". Está claro que comprei umas quantas coisas para dar, entre as quais leite e massas. Não custou nada e fiquei bem mais contente por ter ajudado alguém.

P.S Pena que só se lembrem destas campanhas na altura do Natal :(