domingo, 4 de dezembro de 2011

Há dias...

Como o de hoje, em que se acorda (por sinal bem disposto) e se vai à janela e fo*a-se...assaltaram-me o carro!!!

Pois é, não foi o meu carro, mas foi o do meu namorado. Partiram-lhe o vidro do lado do pendura e toca de ver o que tem o guarda luvas. Não tinha nada...portanto nada levaram. Nem se dignaram a abrir o carro, pois continuava trancado. Não foram à mala ver se encontravam alguma coisa nem nada.
A meu ver, como viram o carregador do GPS, toca de ver se o GPS tinha ficado no carro.

O melhor, em Lisboa, a um Domingo não há quem coloque vidros, está tudo fechado. O que me faz pensar que não podemos ser assaltados a um fim-de-semana, que não podemos ter o "azar" de partir um vidro, porque não temos a quem recorrer para o colocar.
A solução é fazer um "vidro de plástico" e no meio de tanto azar, a sorte é que o meu pai é mecânico e na oficina tem como fazer esse "vidro de plástico". Uma vez que não há garagem, a única solução é mesmo esta.

Quanto ao assalto, liguei para a esquadra  (neste caso a de Benfica- é onde moro) para saber o que podia fazer. E, o que posso fazer é...NADA. Ou seja, como não houve nada roubado, não à razão de ser para chamar a polícia ao local, depois como o seguro não é contra furto, também não vale a pena fazer queixa -só faria se tivesse o dito seguro para apresentar a queixa no mesmo. O que se pode fazer, nestes casos, é apresentar "queixa contra desconhecidos". E de que vale. A meu ver nada, porque nunca vão saber quem é e só nos faz gastar dinheiro (os custos são sempre por nossa conta neste tipo de processos).

Que grande Domingo este...

Sem comentários:

Enviar um comentário