terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Hoje sinto-me assim...

 

Como se estivesse no meio da multidão e ninguém desse por mim. Eu grito, grito, grito e torno a gritar o mais alto que consigo, acabando por ficar sem fôlego, mas ninguém me ouve. Não sei porquê, não consigo entender o que se passa. Porque é que não me ouvem?
As pessoas esbarram comigo, mas não me vêem, olham mas não me vêem. Sentem que esbarraram com algo, olham mas não me vêem. Porque é que não me vêem?

Eu tento, luto com todas as minhas forças para que me ouçam e para que me vejam, mas as pessoas continuam a passar por mim sem me ouvirem e sem me verem. Tanta gente à minha volta, são tantas as pessoas mas não há nem uma que me consiga ouvir ou que me consiga ver. Nem mesmo tu, que passas por mim apressado, me ouves ou me vês. Vais com os teus pensamentos e não me vês. Eu tento, mas não consigo, eu grito mas não me ouves. Não consigo gritar mais, então corro para te alcançar, mas quanto mais corro, mais distante ficas. Começo a ficar sem forças, já não grito, já não corro...e tu desapareces no horizonte. Paro e caio no chão, não me consigo levantar. Estou deitada no chão e as pessoas continuam a passar por mim sem me verem. Eu não quero desistir, mas já não tenho forças, nem para gritar nem para correr. Volto a tentar por-me de pé mas não consigo, perdi as forças, eu tento mas já não tenho forças...

1 comentário: