terça-feira, 23 de abril de 2013

Detesto

Mas,detesto mesmo pessoas desconfiadas.Para não dizer que odeio.
Para mim,quem é desconfiado não é certo,ou seja,sabe o que já fez e tem medo de provar do seu veneno.

É o que acontece com a minha chefe,quer dizer ex-chefe.Só aqueles que estão sob a alçada da sua direcção são despedidos como eu fui.Isto é,são cancelados os acessos ao computador e nem mais um minuto dentro da empresa..Há menos de um mês já o tinha feito com dois colegas meus e,segundo parece,já o fez com mais um ou outro.
No meu caso,sabendo que me dava bem com o responsável do jurídico,nem a ele lhe foi comunicada a minha saída.Ela mesma se incumbiu de fazer a espécie de carta de caducidade que hoje recebi.Tinha medo que,ao ser ele a faze-lá,o mesmo me ligasse a dizer e eu hoje já não pusesse os pés na empresa.Pois,ela tem de ter o prazer de dizer na cara das pessoas que o contrato não é renovado e que podem ir logo embora.

De que tem medo esta pessoa?Talvez que lhe façam o que ela,quiçá,já fez a alguém.Alguma vez eu iria apagar ficheiros do computador ( e não é que não merecessem )????Que pensava ela que eu ia fazer?Rasgar processos?

Se há coisa que eu defendo, é o ser profissional até ao fim.Como costumo dizer,o mundo dá muitas voltas e nunca se sabe.Depois,as pessoas que dependem do meu parecer para receber a indemnização a que têm direito,não têm a culpa que haja gente assim...inergumena.

Com se costuma dizer há males que vêm por bem.

Sem comentários:

Enviar um comentário