sábado, 7 de maio de 2016

Análises ao Sangue

Hoje foi dia de análises. Todos os anos faço análises específicas por devido a um nódulo que tenho na tiróide, para controlo.

O problema é que tenho fobia em tirar sangue, porque em criança para me poderem tirar sangue espicaçaram-me os dois braços e até água quente usaram para poderem encontrar as veias.

Escusado será dizer que, morro de medo quando vejo a agulha a aproximar-se do braço. Devido a esta fobia, nunca vou sozinha fazer análises.

Hoje, mal entro e me sento na cadeira, quando o rapaz olha para o meu braço, pergunta-me se era o melhor braço. Franzi logo o sobrolho (mas que raio, pensei eu). Agora, quando ele espeta a agulha e começa a andar com a mesma dentro da carne para apanhar a veia, comecei logo a entrar em pânico e a ver a minha vidinha a andar para trás. Ele deve ter visto a minha cara e perguntou se estava a doer. Não estava, e inicialmente até lhe disse que não, mas ele continuou a "escarafunchar" e eu disse-lhe logo que estava a doer. Porque mais um bocado, caía para olhado. Mas, lá tirou o sangue.

Resumindo, quando saí lá de dentro, tive de me sentar, porque ia caindo para o lado. Tive uma bela de um quebra de tensão. Até mal disposta fiquei.

Agora tenho uma dor no braço daquelas. Logo, já sei que devo estar negra...

2 comentários:

  1. Eu era assim. Quando tinha que tirar sangue ou levar vacinas/injeções, fazia tudo para me esquivar e na hora do sacrifício, ficava verde e tinha que ficar sempre um bocado deitado a recuperar.
    Acho que foi um trauma que apanhei uma vez que fui operado a um menisco e fiz a curva de glicemia no Laboratório Militar. Apanhei uma principiante que me fez o mesmo serviço que te fizeram e fiquei com um hematoma de todo o tamanho.
    Desde que fui operado ao pulmão e apanhei uma infeção hospitalar na sala de operações, andei tanto tempo com um cateter no braço, levei tantas injeções e tirei sangue tantas vezes, que agora nem penso nisso. E depois que sou diabético, faço análises várias vezes por ano. Ainda tenho um bocado de medo de um dia vir a ter que "dar" insulina... não me estou a imaginar a picar-me a mim próprio. Mas se tiver que ser, vou ter que me habituar. O homem é um animal de hábitos e só custa as primeiras vezes. :/

    ResponderEliminar
  2. Eu não tenho medo de agulhas e em tempos até quis ser enfermeira, mas a maioria das pessoas não gosta mesmo de tirar sangue. Fica bem L

    ResponderEliminar